Os Leifs (Os da Bahia) - Fobus In Totum / Nem Sei De Mim (7", Ltd, RE)

Você será redirecionado para um site seguro de compra

  • Os Leifs (Os da Bahia) ‎– Fobus In Totum / Nem Sei De Mim
  • Disponibilidade: EM ESTOQUE (Envio em 1 dia útil)
  • Formato: Compacto de Vinil, Single, 7", 33 ⅓ RPM, Edição Limitada, Reedição
  • Vocais, Guitarra – Lico, Pepeu Gomes; Baixo – Carlinhos, Bateria – Jorginho Gomes
  • Selo: Psico BR ‎– BCS-064, Vale Verde Records ‎– VV 004
  • País: Brasil
  • Lançamento: 1970 / 2014
  • Gênero: Rock
  • Estilo: Rock Psicodélico
  • Prensagem: Polysom
O MAIOR ROCK PSICODÉLICO DA TROPICÁLIA

Com roupas de astronauta, espadachin, lutador medieval e pierrot, apareceram Pepeu Gomes, Lico, Jorginho Gomes e Carlinhos, os quatro participantes do conjunto Leif's, que tem duas guitarras elétricas, um baixo e uma bateria. Eles se tornaram a banda de Caetano Veloso e Gilberto Gil em 1969 e depois formaram o grupo Os Novos Baianos em 1970 gravando inúmeras faixas e até filmes no Brasil.

Pepeu Gomes foi aclamado pela revista Guitar World, como um dos top 10 melhores guitarristas em world music em 1988, baseado em sua carreira solo e participações nos Novos Baianos entre outras parcerias de sucesso, o que faz dele um talento único e um dos melhores guitarristas do Brasil. 

Os Leif's gravaram o compacto com 2 músicas em 1970 com uma "pegada" de rock, blues e psicodélico: "Fobus in Totum" e "Nem Sei De Mim", estão em plena sintonia com a Tropicália, com letras orgânicas, cores lisérgicas e um toque "hendrixiano" no seu arranjo.

Esta reedição da Psico BR discos ganhou uma nova capa para o compacto que a versão original não tinha, um encarte histórico completo e um cartaz fantástico do Antonio Peticov e Alain Voss, do Festival PrimaVera de 1969 junto com os Leif's, trazendo um belo exemplo do que o Brasil produziu de psicodelia.

Categorias: #rock #psicodelico #pepeugomes #fuzz #psych #tropicalia #novosbaianos

Quer mais desconto? 
(link abre janela de conversa whatsapp)


Nenhum comentário:

Postar um comentário